sábado, junho 30

PIRANHAS

«Parecemos piranhas atrás dos talentos de Portugal», diz treinador do Newcastle.

É verdade. Portugal tem hoje uma política de formação, na modalidade de futebol, que não tem paralelo em toda a Europa. Clubes como o Sporting, o Porto ou o Benfica, mas também como o Boavista ou o Vitória de Guimarães, marcam a diferença e produzem jovens talentos que, se bem trabalhados, rendem fortunas. Pelos lados de Alcochete, há muito se descobriu o filão. O Sporting tem olheiros em tudo quanto é canto, e os resultados aparecem. O Porto vai tentando. O Benfica, o "maior do mundo", tenta dar alguns passos. Para quem conhece o sistema, o Vitória de Guimarães potencia-se como grande formador, e aqui pelo norte bate-se com todos. Bato palmas ao Vitória que, desde os tempos da Unidade, soube construir um património e um centro de formação de grande valor. Claro que é preciso melhorar, mas os resultados estão aí... Infelizmente, o meu Sporting de Braga, neste aspecto, é uma desolação. A equipas dirigentes só querem saber do futebol profissional e dão zero aos jovens, que, coitados, treinam em 5 metros de terra enlameada. E quantos jovens talentos não têm passado por este nosso clube... São uns anjinhos. Para quando uma equipa dirigente com olhinhos? Eu começaria pela base, pelas infra-estruturas. Partiria do zero, porque o Sporting de Braga, neste aspecto, está no zero! E eles, os jovens, saem do clube, partem, vão para os Sportings. E, claro, servem de refeição às piranhas. Quanto recebeu até hoje o Sporting de Braga por ter feito formação desde os Infantis? Imagino que zero absoluto. Uma tristeza!

sexta-feira, junho 22

DEIA AUS PROBES!

Tenho nas mãos a prova de Português do nono ano de escolaridade. Penso dá-la ao meu mais novo, para treinar, acho que conseguirá resolvê-la sem grande dificuldade. Leio a prova e leio os critérios de correcção. Ou muito me engano ou, com base em tais critérios, os nossos alunos serão todos sumidades. Por exemplo, o ponto nove pede para o aluno imaginar, em uma ou mais frases, um slogan para uma campanha de recolha de alimentos. A solução vale 5% do total da prova. Uma ou mais frases. O que é uma frase? Presumo que alguns alunos escreverão uma frase com uma, duas, três ou mais palavras. Porque é possível construir frases com uma, duas, ou três palavras.Vejo os critérios e noto algo de errado. Porque, desde que o aluno respeite a intenção comunicativa e utilize estratégias discursivas próprias do registo apelativo, e desde que não dê mais de três erros, poderá obter a cotação máxima. Temos então que, sendo DEIA AUS PROBES! uma frase de tipo apelativo que me parece fortíssima, até pelos erros que contém, deverá ser cotada com 5 pontos. Há qualquer coisa realmente errada nestes critérios, não há? Porque, se a intenção da mensagem apelativa é persuadir o outro, o que me impede de escrever uma mensagem com erros desde que cumpra tal objectivo? Lembram-se do célebre Tou Xim? Quantos milhões rendeu esta frase com dois erros de bradar aos céus? Há realmente aqui algo que não bate certo.

sábado, junho 16

AS COISAS QUE ELES INVENTAM…

Um partido português recebeu donativos de um senhor chamado Jacinto Leite Capelo Rego. Eu acho bem, até deviam receber do João de Mil Novecentos e Setenta e Quatro, ou da Naída Navinda Navolta. Nem sei porque os outros partidos se abespinham… Cá para mim, seja Jacinto ou João, seja Natércia ou Navinda, o que é preciso é mover a mó do moinho. E depois admiram-se quando, no café ou no restaurante do lado, o Zé manda umas piadas aos excelsos que nos iluminam…

segunda-feira, junho 11

Afinal fui à Póvoa. A experiência tem-me dito que, quando em Braga chove, na praia está sol. E não me enganei, estava mesmo um céu aberto, pelo menos de manhã. Estavam lá alguns amigos e o Alberto Santos conseguiu vender-me os 500 reis de 1900, do nosso rei D. Carlos. A moedita não foi nada barata, mas dá prazer tê-la na colecção. Os malucos são assim, mas há maluqueiras bem piores... Como fumar, por exemplo. Se fumasse, gastaria, em média, 50 euros por mês, ou talvez mais. Com este dinheiro compro umas moedinhas: tenho prazer em coleccionar e invisto. Porque isto de ter o dinheiro no banco só enche o bandulho daquela gente. É ver os lucros fabulosos que têm diariamente... Ainda dei um salto ao Torneio das Marinhas. É um Torneio de futebol infantil de alto gabarito, movido por excelentes carolas e amigos que, sem esperarem qualquer troco, levam bem longe o nome do seu clube e da sua terra. Vi um pouco do meu Braga contra o Porto, estes putos jogam à bola que se fartam. São uns craques! Parabéns ao clube das Marinhas!

domingo, junho 10

Olá, bom dia! Hoje é domingo, tinha pensado dar um salto à feira de numismática da Póvoa de Varzim, mas o dia acordou cinzento. Será que vai abrir o sol? São sete da manhã. Se não abrir, fico por aqui a ler e corrigir trabalhos. Já não é nada mau, ter trabalho para fazer... Um dia bonito para os meus leitores.

sexta-feira, junho 1

BELO PARDAU...

Estava no Ebay, bem tentei apanhá-lo, mas fugiu-me. Pode ser que apareça por aí novamente. É de D. João III (Índia) com S. Tomé sentado à direita, aproximadamente de 1451. Não gostavam de o ter? É lindo!...